Escolas de São Vicente de Alcabideche | Pré-escolar
221
page-template-default,page,page-id-221,page-child,parent-pageid-219,ajax_fade,page_not_loaded,,no_animation_on_touch,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Pré-escolar

É sobretudo na faixa etária compreendida entre os 3 e os 6 anos que a criança adquire com facilidade as regras básicas para a vida. Devemos por isso aproveitar esta fase do seu desenvolvimento para lhe transmitir valores como o saber estar, o saber ser, o saber aceitar os outros, o saber viver em conjunto ou o saber apreciar e proteger o ambiente. A criança está pronta para descobrir o mundo e procura com uma grande curiosidade as respostas às suas perguntas. Neste sentido, favorecemos um ambiente onde a criança construa a sua própria identidade através de aprendizagens ricas e diversificadas.

No pré-escolar procuramos promover o desenvolvimento harmonioso em todas as áreas de desenvolvimento da criança, respeitando o seu próprio ritmo de desenvolvimento, promovendo a auto confiança, a autonomia, o sentido de grupo, a criatividade e o espírito crítico. Para atingir estes objetivos, desenvolvem-se estratégicas lúdicas num ambiente estável e equilibrado, através de situações de partilha, de solidariedade com a comunidade envolvente. Tudo isto assente numa relação saudável quer com o grupo de crianças quer com as famílias, sem nunca esquecer o bem-estar a felicidade e a alegria.

As famílias fazem parte integrante do trabalho desenvolvido pelas nossas Escolas, participando e partilhando com os colaboradores ideias, desafios, festas, entre outros.

Preocupamo-nos também em preparar eficazmente as crianças para o ensino básico, sendo as nossas escolas consideradas notáveis nesta tarefa, avaliação dada por vários professores das escolas básicas envolventes.

É fundamental o Educador despertar e estimular as competências de cada criança promovendo experiências enriquecedoras e diversificadas, motivar a curiosidade e o pensamento crítico, proporcionar a cada uma condições de bem-estar e de segurança. É ainda responsabilidade do educador proceder à despistagem de inadaptações, informar os pais e oferecer a melhor orientação e encaminhamento da criança. Para isso, todo o processo educativo deve ter a participação das famílias  e existir relações de efetiva colaboração com a comunidade.